Mudanças bruscas de temperatura podem prejudicar a saúde


A amplitude térmica, que é a diferença entre a temperatura máxima e a mínima de um dia é uma das características do inverno no sul do Brasil. Apesar de estarmos na estação mais fria do ano, passamos por vários dias quentes nas últimas semanas, porém agora o frio predomina novamente.

Doenças como gripe, resfriado, rinites, sinusites, faringite e ainda as otites, e também as que acometem os pulmões como asma e bronquite, ocorrem por alterações do nosso organismo em consequência de mudanças bruscas na temperatura, comentou a médica otorrinolaringologista, Andréa Rodrigues, em entrevista ao portal de notícias NSC Total.

Ainda segundo a médica, entre as doenças que são mais comuns nesta época está a rinofaringite, uma inflamação que ocorre no nariz e na garganta e tem sintomas semelhantes ao resfriado, como  obstrução nasal, coriza, espirros e dor de garganta. 

Nesta estação do ano, a combinação de temperatura baixa com ar seco somado ao fato de que as pessoas ficam mais em ambientes fechados contribui para a proliferação dos vírus respiratórios, nesse sentido aumentando também as chances de transmissão do novo Coronavírus, por isso se faz necessário seguir todas as recomendações feitas pelo Ministério de Saúde.

Conteúdo: Agência CIME

Fonte: Portal de Notícias NSC Total



Enviar por e-mail Imprimir

Fale conosco

Mande suas críticas e sugestões para o portal

Contato

Imprensa

Se você é imprensa cadastre-se e receba as notícias fresquinhas

Cadastre-se

Curta


Av. Konrad Adenauer, 1610. Bairro Erica. - (55) 3375 3948

Horário de atendimento: Turno único: 08:00 as 14:00 - Sessões ordinárias: segundas às 19h

Visualizar mapa